Os aplicativos mais usados e mais bem sucedidos sempre nos dão bons motivos para voltar a usá-los todos os dias.

Nós, como usuários, retornamos ao Facebook e ao Twitter todo santo dia por conta da socialização com amigos (de verdade, ou não) e grande gama de conteúdo disponível (relevante ou não).

Há outros tipos de aplicativos que são ainda mais úteis, como aplicativos de bancos, onde podemos ver diariamente nossa conta bancária, saques e transferências, investimentos etc.

No entanto, há muitos aplicativos que não são tão essenciais assim, mas que usamos regularmente. Então, o que nos mantém presos (no bom sentido) e fiéis ao uso desses aplicativos que não são cruciais para nossa vida?

Primeiras impressões

Você provavelmente quer que os usuários tenham uma boa impressão do seu aplicativo ou site, embora não seja algo tão fácil de se conseguir. Criar uma experiência de uso que encontre um equilíbrio é crítico.

Certifique-se de que o onboarding de usuário (ou embarque) seja impecável e representativo da experiência que virá. O onboarding deve ser o mais fácil e sem problemas possível. Você quer que o usuário pense que seu produto e sua empresa seja algo confiável, e não apenas outro e-mail para uma newsletter, de algum spam qualquer.

A coleta de informações do usuário durante o onboarding é um objetivo comercial comum, mas pode ser difícil. Certifique-se de definir os requisitos nos campos de informações que são absolutamente essenciais, permitindo ao usuário ignorar o menor número de etapas possíveis para informações menos valiosas.

Evite pedir que o usuário preencha uma tonelada de campos antes de usar seu produto. Ele simplesmente irá desistir. Eu mesmo já fiz isso várias vezes. Se você precisar de mais informações, como CPF e cartão de crédito, deixe o usuário utilizar seu produto antes, até que confie em seu produto.

Se você precisar enviar um código de verificação, faça-o por texto, não por e-mail, para manter os usuários envolvidos com sua interface. Fornecer uma interface fácil de usar para evitar esse processo rápido rapidamente dará aos usuários uma primeira impressão positiva.

Do ponto de vista do design, é essencial dar um breve tutorial que mostre seus principais recursos de design enquanto facilita o usuário no loop de feedback do UX que deseja criar. Dê a opção de um passo a passo com indicadores visuais de onde deslizar ou tocar em seguida. Uma abordagem sistemática em que cada etapa responde a uma pergunta que o usuário pode ter do anterior.

Design para Onboarding de Usuário

Faça isso o mais visual possível. Os usuários tendem a se retirar ao ter que ler um monte de texto nos primeiros minutos de usar um novo aplicativo. Mas, não exagere. Em geral, não use mais do que 3 telas de explicação. O usuário pode achar isso muito chato e demorado, e certamente não irá lembrar de tudo o que você explicou.

Crie um loop de feedback

Criar um loop de feedback é crucial para manter os usuários engajados. Qual é o objetivo final do seu aplicativo? Que tipo de conteúdo seu aplicativo oferece e que os usuários não podem viver sem? O uso do design de movimento pode dar aos seus usuários o feedback necessário para criar esse loop.

Se um usuário agir, o movimento pode ser usado para reforçar essa ação. No iOS, quando você toca e mantém pressionado o ícone do aplicativo, os widgets ficam trêmulos, indicando uma mudança naquele cenário e nas opções disponíveis para o usuário.

Isso mostra que você pode mover os ícones. O X no canto superior direito dos widgets indica que esses aplicativos podem ser excluídos. Isso é tudo comunicado através do design de movimento para fornecer visibilidade do status do sistema.

Design de movimento no iOS

Um excelente exemplo de um loop de feedback negativo é o “tremor horizontal” da Apple. Quando você insere uma senha incorretamente no iPhone, a janela popup “agita” para frente e para trás. Este gesto é instantaneamente reconhecível e dá ao usuário uma compreensão imediata do problema.

O usuário deve saber onde eles estão dentro do fluxo do aplicativo e como eles chegaram exatamente lá. Cada etapa do processo deve ser cristalina, do passo A ao passo Z. A falta de criação desse fluxo resultará em uma UX fraca e que irrita o usuário. E, em último caso, irá resultar na remoção do seu aplicativo ou na falta de uso dele. O usuário não irá mais te querer.

Pequenos ajustes ou Redesign total?

Embora nem todos os aspectos da retenção de usuários sejam dependentes da UX, existem boas estratégias para garantir um crescimento contínuo.

Infelizmente, não há uma regra padrão para dizer o que precisa ser corrigido. Por exemplo, ao criar um aplicativo desde o início, eu fortemente te aconselho a começar com um MVP (produto mínimo viável). MVP é uma estratégia para obter feedback crítico nas fases iniciais e mais cruciais do desenvolvimento de produtos, sem gastar muito dinheiro e tempo. A ideia aqui é obter feedback com uma versão simplificada do seu produto que reflete as filosofias de design e negócios que você deve usar.

Isso se trata de pequenos ajustes. Os principais pontos do seu produto, especialmente aqueles que estão já em funcionamento, devem permanecer consistentes.

Muitas vezes, os designs que funcionam bem não recebem comentários ativos dos usuários. Padrões de design de interação que são perfeitamente integrados são naturais e intuitivos. Por isso, os usuários só vão falar com você quando eles tiverem um problema. Eles vão te dizer o que não está funcionando para eles. O que você precisa fazer é só perguntar e ouvir.

Apenas implemente mudanças de design que não interfiram no fluxo de seu loop de feedback. Os usuários reclamarão sobre mudanças, mas com tempo eles vão se ajustar.

Apenas implemente um redesign total se você verificar que não possui uma base de usuários suficientemente grande para sair. Em casos extremos, ele irá consertar seu UX para se submeter a uma rebranding completa na tentativa de reiniciar sua marca de forma suave.

Mas o redesign total geralmente é muito perigoso, principalmente para produtos que são muito usados e têm um grande número de usuários ativos. Você pode ler este outro artigo que escrevi para entender melhor do que estou falando.

Conclusão

Um relatório alega que 77% dos usuários param de usar um aplicativo nos primeiros três dias após o download.

O objetivo final de qualquer aplicativo é ter uma experiência de usuário agradável e gratificante. Os UX designers sabem que o melhor design facilita as tarefas difíceis e proporciona uma excelente usabilidade do produto, o que é um fator chave na retenção de usuários.

Essas práticas recomendadas transformarão seu aplicativo de um uso único de download para um de uso contínuo.

Texto adaptado de UX Blog.


Precisa de um site, aplicativo ou quer melhorar seu design?
Você pode contratar a agência Rian Design

Para palestras, workshops e cursos, fale diretamente com o Rian