Neste artigo, falarei sobre um dos 6 maiores erros de UX Design (User Experience Design – Design de Experiência do Usuário) cometidos pelos desenvolvedores.

Calma. Este artigo não é para falar mal de desenvolvedores. Aliás, também sou um.

Mas este artigo irá clarear bastante esse tema e mostrar dicas preciosas para a criação de produtos com foco no usuário e melhor usabilidade.

Erro 1 – Jogar dados na tela

Esta armadilha tem a ver diretamente com a tendência do desenvolvedor ter uma visão mais técnica.

Um exemplo é que um desenvolvedor pega algo, do banco de dados, que o usuário precisa ver. O desenvolvedor quer fazer isso da maneira mais fácil e rápida possível.

Então, ele faz a consulta que precisa fazer, no banco de dados, e joga os dados na tela.

O problema é que ele fez o que é fácil para ele, não o que é o melhor para o usuário.

Por causa disso, muitas vezes o usuário acaba vendo dados e não informações, fazendo com que eles tenham que se esforçar para interpretar os dados em algo prático.

Às vezes, o que pode ser fácil para os desenvolvedores enxergarem, pode não ser para os usuários.

Erro 2 – Expor tecnologia ao usuário

Os desenvolvedores passam horas diante da tecnologia e é natural que esqueçam que usuários não entendem termos técnicos ou jargões que são naturais para os desenvolvedores.

Mas expor os usuários a termos técnicos pode causar confusão e fricção cognitiva, enfraquecendo a experiência do usuário.

Um exemplo é mostrar nomes de classes e objetos da API para os usuários.

Os desenvolvedores devem sempre utilizar linguagem mais humanizada. É preciso entender como os usuários pensam.

O usuário não se importa com a tecnologia. Ele quer apenas resolver seu problema.

Erro 3 – UI bagunçada

Muitos usam a velha desculpa de “Não sou bom em UI” e acabam deixando a UI (User Interface – Interface do Usuário) bagunçada.

Claro. Alguns desenvolvedores são melhores do que outros na hora de criar uma interface do usuário. E os desenvolvedores não são obrigados a serem ótimos UI Designers.

Mas usar essa falta de habilidade como designer não é desculpa para deixar que o usuário sofra com uma péssima interface, bagunçada e mal projetada.

UI bagunçada é a forma mais rápida de fricção cognitiva que destrói a experiência do usuário.

No mínimo, mantenha a UI limpa e organizada.

Erro 4 – Ser inconsistente

Ser inconsistente ao longo do produto é um dos erros mais comuns dos desenvolvedores em relação ao UX Design.

Um exemplo comum é ficar alterando a posição de botões como Salvar e Cancelar, ao longo da aplicação, site, software etc.

Outro exemplo é alternar os nomes para rótulos que têm o mesmo objetivo. Em uma tela, o botão de salvar tem o rótulo “Salvar”. Em outra tela, tem o rótulo de “Cadastrar” ou “Enviar”. Isso é falta de inconsistência e dificulta muito o entendimento do usuário em relação à aplicação.

Mantenha sempre os botões nos mesmos lugares. Mantenha sempre os mesmos rótulos ao longo das telas. Mantenha o menu sempre na mesma posição. Mantenha os mesmos ícones e fontes. Mantenha os mesmos estilos.

É o Princípio da Repetição no Design. Os elementos precisam se repetir para criar consistência e identidade visual.

E isso irá facilitar o uso da sua aplicação.

Erro 5 – Codificar para o “Usuário Expert”

Evitar o trabalho pesado, de fazer algo fácil de ser usado, usando a desculpa de que está programando algo para “Usuário Expert”. Ele já sabe bastante, então, ele entenderá uma interface complexa e técnica. Ledo engano.

Quando os desenvolvedores encaram uma implementação de uma solução para uma funcionalidade complexa, pode ser fácil usar a desculpa de usuário expert.

Essencialmente, ao invés de trabalhar em na interface, para que ela seja fácil e intuitiva, muitas vezes os desenvolvedores escolhem o caminho mais fácil, pensando que seu usuário é expert e tem entendimento avançado sobre aquilo e tecnologia.

Mesmo que os usuários tenham mais conhecimento sobre tecnologia ou sobre o segmento e contexto em que a aplicação se encontra, o trabalho do desenvolvedor (e designer) é criar algo que funcione, tanto em termos técnicos quanto em relação à facilidade de uso.

No dia a dia, o usuário não deve perder tempo usando a aplicação. Pelo contrário, ela deve o ajudar a resolver os problemas de forma mais rápida e fácil.

Erro 6 – Tentar solucionar problemas não existentes

Isso diz respeito a trabalhar pesado em escrever códigos que solucionam problemas não existentes.

Os desenvolvedores são solucionadores de problemas e enigmas. E, por isso, muitas vezes eles tentam escrever códigos para solucionar problemas que simplesmente não existem no mundo real.

Presumir que “bem, o usuário pode querer fazer isso ou o usuário pode precisar de fazer aquilo” é o mesmo que brincar de ser advinha e querer brincar de codificar.

Às vezes, os desenvolvedores passam horas codificando para problemas que não existem, simplesmente porque querem ou gostam de programar aquela coisa específica.

Certo. Os desenvolvedores adoram programa e isso pode ser divertido.

Mas é importante focar no problema do usuário.

Entendendo quem é o usuário e o que ele precisa, o desenvolvedor pode reduzir a complexidade no código e construir a coisa certa pela primeira vez.

Caso contrário, pode ser entregue algo mais complexo do que os usuários realmente precisam, destruindo a experiência do usuário (UX).

Conclusão

Desenvolver pensando no usuário é fundamental, e não é somente papel do designer projetar produtos com foco centrado no usuário.

Lembre-se: o usuário é o ponto mais importante.

Se o usuário não consegue ou não de usar seu site ou aplicativo, seu produto será um fracasso.

A tecnologia não é nada se não for usada pelas pessoas. Ela deve ser projetada especialmente para as pessoas.

Por que usei a foto do Dr. Evil na capa deste post? Só para ilustrar mesmo.

Nota: no dia 25 de novembro de 2017, farei uma palestra no congresso Rio Sul Valley Dev Summit, em Volta Redonda, organizado pelo GDG. Vai ser incrível!

Quais técnicas de design você usa para evitar erros e falhas no design do seu site, aplicativo ou software?


Precisa de um site, aplicativo ou quer melhorar seu design?
Você pode contratar a agência Rian Design

Para palestras, workshops e cursos, fale diretamente com o Rian